segunda-feira, 29 de julho de 2013

O bem vindo



Tornamos o bem vindo de maneira irregular, somos defeituosos, estranhos e patéticos. Mesmo assim, acolhemos as pessoas que são diferentes de nós, ou até mesmo iguais.

Somos seres imperfeitos esperando perfeição. Algo relativamente impossível. Esquecemos que somos perfeitos para alguém. Esse alguém não é sua mãe, ou possa ser, não sei... Existe alguém que vê qualidades aonde ninguém vê. Isso se chama:
  Amor. Por mais incrível que pareça, o amor é algo que te faz mudar sem perceber.

Você pode não achar, mas, seus amigos irão se afastar ou você deles. É algo inevitável.Te darei um conselho, os poucos que ficarem, sugiro que acolha-os, arrume um tempo, pois eles vão fazer diferença na sua vida. São eles seu verdadeiros amigos, talvez um dia, sua namorada não te queira mais, e eles estarão lá, os caras que você não tinha tempo, são  eles que estarão te consolando e te dando apoio. Cultive novas amizade, mas não esqueça das velhas.

 Não sou aqueles de ser exemplo em nada, afinal, "sou o errado em conserto, ou o errante (sem rumo)", nada mais.

Cultive não apenas os novos e os velhos amigos, mas também a você mesmo. Por mais clichê que pareça, é a verdade. A melhor forma de amar as pessoas é amando a si próprio. Afinal, os clichês são clichês porque funcionam.

Não somos tão patéticos, assim. Acolha quem você quer ao seu lado, as decepções e felicidades são consequências. Nenhuma atitude boa ou ruim vai impedir o que tem que acontecer. O final vai ser sempre o mesmo, só que o meio, você que vai criar. Pode ser que o final um dia mude. Ai não sou eu quem vai saber, e muito menos você, então... Seja bem vindo.





Reações:

0 comentários:

Postar um comentário